O ciclo de vida de um empreendimento

O ciclo de vida de um empreendimento nada mais é que todas as fases de gestão que o projeto passa. Dentro da construção civil, este ciclo é importante para todos os profissionais envolvidos, pois é através das etapas que são planejados as metas e os objetivos a serem alcançados. Além disso, é a partir dele que é avaliada a necessidade de alterações ou de implantar medidas e equipamentos de segurança.

Para explicar melhor, podemos dizer que este ciclo de vida passa por no mínimo três etapas:

1º – Briefing ou pré-obra

Nesta primeira fase é analisada a viabilidade do projeto. Dessa forma é feita a coleta de toda documentação e também são pesquisadas as necessidades e preferências do cliente (quantos cômodos ele precisa e seus gostos particulares com materiais, cores e revestimentos).

Depois desse briefing, são feitos as plantas e os projetos em 3D, sempre realizando adaptações de acordo com a opinião do cliente. Também é nessa primeira fase que são observados os fatores de risco, considerando todas as possíveis medidas para reduzi-los, levantando os custos que serão gastos com os equipamentos de proteção.

2º – Execução

Nesta segunda etapa é feita a cotação operacional, juntamente com a preparação do local para iniciar a obra. Com isso, é realizada a contratação de mão de obra, compra de materiais e locação dos equipamentos.

 Posteriormente, é iniciado os processos de fundação, estruturas, alvenaria e revestimentos. E, de acordo com andamento da construção, são colocados ou retirados os equipamentos que fornecem a segurança aos trabalhadores e aos demais envolvidos na obra.

3º – Pós-obra

Na etapa de entrega, são executados todos os testes nos sistemas de iluminação, hidráulica, elétrica, entre outros equipamentos contidos no empreendimento. Essa fase é muito importante, pois é através dela que os ajustes e outros reparos são feitos para que seja feita a entrega final.

O CICLO DE VIDA OTIMIZADO COM USO DO BIM

Como dissemos em um blog anterior “Redução de custos: o uso do BIM no projeto”], com o uso do BIM é possível ter uma visualização e acompanhar de forma muito mais detalhada todos os processos da construção. Ao implantar esta solução tecnológica na obra, o ciclo de vida como um todo é otimizado, melhorando o planejamento até a etapa do pós-obra. Segundo pesquisas da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), há muitas vantagens de utilizar a metodologia dentro do empreendimento. Além das melhorias na qualidade da construção, ampliação de sua vida útil e mais segurança a todos os trabalhadores, com o uso do BIM é possível também aumentar 10% do total da produtividade do setor e reduzir cerca de 20% nos custos totais da obra.

Um outro ponto importante que envolve a implantação do BIM no ciclo de vida de um empreendimento é o documento assinado pelo presidente em 2018, decretando que a metodologia será obrigatória em todas as obras até 2021. Sendo assim, construtoras e outros profissionais do meio deverão estudar a melhor maneira de aderir a solução tecnológica em suas construções civis.   Passar por todas as fases é muito importante, pois só assim é possível analisar o êxito da obra e avaliar a necessidade de manutenção de algum trabalho executado. Vale ressaltar que é através destes ciclos que são inseridos todos equipamentos de segurança. Por essa razão, ter um ciclo de vida bem projetado e seguido de maneira correta juntamente com o uso da metodologia do BIM, além de garantir a qualidade do projeto final, também proporciona muito mais segurança ao trabalhador do canteiro de obra, assegurando o profissional responsável um maior controle de todas as fases de execução.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

Aprenda utilizar a metodologia Scrum no canteiro de obras

A metodologia Scrum vem sendo muito utilizada em empresas que buscam mais agilidade em seus processos, sem que isso prejudique a qualidade do trabalho...

Desenvolvimento dos manuais de uso e operação do empreendimento

Para a eficácia e eficiência na execução e manutenção de obras são exigidos manuais de uso e operação do empreendimento, documentos para os quais...

Quais os 05 maiores riscos de não usar EPC em uma obra?

Garantir a segurança do trabalhador e de todas as pessoas que estão envolvidas de alguma forma com algum serviço que está sendo feito é...

Que profissionais de segurança do trabalho você deve ter de acordo com a NR-04?

A Norma Regulamentadora 04 (NR-04) dimensiona os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) necessários dentro de uma empresa. Ou seja,...

Quais os principais serviços da construção civil?

Muitas vezes, quem vê uma obra concluída não faz ideia de quantos serviços da construção civil ela envolve. Por isso, hoje o assunto no...

PATENTE definitiva do Sistema Metroform de Proteção ESCORA

Olá, caro leitor! Este post é apenas para compartilhar com você o quanto estamos felizes! No último mês, nós aqui na METROFORM – SOLUÇÕES...

Materiais

Catálogo de Proteção Coletiva

Trabalhamos continuamente para aprimorar a qualidade dos nossos produtos e sistemas de segurança para a execução de estruturas em concreto. Baixe e conheça nossos serviços.

Solicite uma cotação.



Primeiro Nome*
Último Nome*
E-mail*
Telefone*
Função / Cargo*
Empresa*
Mensagem*
Situação de Prospecto
Fonte de Prospecto