Os riscos de acidentes com instalações elétricas na construção

Instalações elétricas

As instalações elétricas em obras são a causa de uma série de acidentes de trabalho no Brasil. De acordo com o Governo Federal, os choques elétricos em canteiros de obras são uma das principais razões por trás de acidentes graves e fatais. E por que isso ocorre? Basicamente, por falta de segurança nas instalações elétricas, colocando os trabalhadores em risco.

Estatísticas da concessionária de energia elétrica da cidade de São Paulo: 20% dos acidentes que envolvem a rede elétrica são fatais – mesmo com forte trabalho de conscientização com a população e profissionais da área.

É justamente por ser um tipo de acidente com riscos altíssimos que a Norma Regulamentadora ((NR-10) deve ser seguida à risca. Além disso, é essencial que toda e qualquer instalação elétrica tenha execução e fiscalização por um profissional capacitado e habilitado.

Alguns dos acidentes que instalações elétricas podem ocasionar incluem queimaduras (até de terceiro grau), coagulação do sangue, lesão nos nervos, contração muscular e uma reação nervosa de estremecimento (a sensação de choque) que pode ser perigosa, ainda mais se ela provocar a queda do indivíduo (de uma escada, árvore, muro, etc.), eletrocussão e choque elétrico.

Ao longo do texto, vamos trazer algumas dicas para evitar esses acidentes.

Consulte a Concessionária de Energia

As concessionárias de energia costumam desenvolver programas permanentes para orientar os trabalhadores da construção civil. É primordial fazer essa consulta e também verificar a rede elétrica do local da obra. Assim, a concessionária responsável fornece as recomendações necessárias para que a segurança seja presente do começo ao fim da obra.

Materiais elétricos de qualidade

Existem algumas coisas onde nem sempre é possível poupar economias e a qualidade deve superar o preço. Opte por produtos com certificação, conhecidos no mercado e eficientes.

Uso de EPIs

O uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) é obrigatório. A fiscalização no canteiro de obras deve ser rigoroso. Aqui é a mesma coisa que o tópico acima: sempre se certifique que o material dos EPIs é de qualidade e aprovado pelos órgãos competentes.

Sem improvisos e gambiarras

Improviso de jeito nenhum! Mesmo que sejam instalações temporárias, um profissional competente deve acompanhar todas as instalações, a fim de que tudo esteja de acordo com as normas de segurança. Gambiarras são um dos principais motivos de acidentes.

Qualificação dos trabalhadores

É primordial que todos os trabalhadores do canteiro de obras tenham conhecimento suficiente para evitar acidentes e problemas com eletricidade na obra. É preciso orientá-los a fim de garantir a segurança de todos.

Sinalização e uso de EPCs

O uso de Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs) também é obrigatório e evita acidentes com instalações elétricas. Utilize sinalizadores e outros itens.

Conheça todos os EPCs oferecidos pela Metroform para garantir obras mais seguras.

Siga a NR 10 à risca

A NR-10 é A norma regulamentadora que dispõe especialmente sobre a segurança dos trabalhadores que lidam com energia elétrica. Ela aborda fatores como medidas de controle, isolamentos, dispositivos de proteção, entre outros que, juntos ou de forma isolada, contribuem para evitar acidentes e preservar avida dos colaboradores. Abaixo, vamos abordar suas principais disposições.

Medidas de controle

Trata-se de todas as ações que visam controlar o ambiente de trabalho e prevenir acidentes. Estão inclusas ações como desenergização (práticas para eliminar qualquer sinal de eletricidade em instalações ou equipamentos), aterramento (medida de segurança que descarrega a energia elétrica diretamente no solo), funcional (uma ligação específica que utiliza os condutores elétricos) e proteção (aterramento de massas e elementos condutores estranhos à instalação). Realizando essas medidas, diminui-se drasticamente o risco de acidentes fatais e não fatais.

Dispositivos de proteção operados por corrente

A NR 10 também dispõe sobre esses dispositivos que, instalados de forma individual ou geral, visam a proteção de ambientes e trabalhadores. Chamado de Dispositivo Diferencial Residual, ou DR, sua função é detectar pequenas fugas de corrente em circuitos elétricos, acionando o desligamento imediato da alimentação e evitando que ocorram acidentes.

Barreiras e invólucros

As barreiras ou invólucros visam impossibilitar o contato acidental de pessoas ou animais com partes energizadas de instalações ou equipamentos elétricos. Assim, todas as partes acessíveis que conduzem energia elétrica ficam protegidas e longe de qualquer forma de contato.  

Bloqueios e impedimentos

Essas são medidas que visam impedir o religamento ou modificação em equipamento ou instalações elétricas – geralmente bloqueando os terminais de acesso ou interruptores, impedindo que eles sejam religados e/ou modificados por pessoas não autorizadas.

 Obstáculos e anteparos

Esses obstáculos e anteparos visam prevenir o contato acidental de trabalhadores com partes energizadas de equipamentos ou instalações – mesmo que esses funcionários estejam mexendo na instalação elétrica em si.

Isolamentos

Por fim, os isolamentos são elementos construídos em materiais não condutores de energia elétrica (dielétricos). O intuito é envolver partes energizadas de equipamentos, a fim de evitar os acidentes fatais e não fatais. Com o isolamento, é possível que os trabalhadores manuseiem os equipamentos sem risco de choque elétrico.  

Para ler a NR 10 completa, clique aqui.

Gostou do conteúdo? Não deixe de conferir o nosso blog com mais informações relevantes sobre construção civil, obras e segurança.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quem leu este post leu também :)

SST: entenda o mapa de risco dentro da construção civil

SST: O setor é um dos que mais registram acidentes de trabalho no Brasil. Por isso, seguir as normas de SST na construção civil é essencial!

Sustentabilidade na construção civil: reaproveitamento de água

A sustentabilidade na construção civil contribui com o meio ambiente e, além disso, torna a sua obra muito mais econômica. Saiba mais!

Conheça os tipos de cisternas e seus benefícios

São muitos os tipos de cisterna disponíveis no mercado para o reaproveitamento hídrico; saiba como escolher a opção ideal!

Como a Metroform se tornou referência em proteção coletiva

Entenda porque a Metroform – Sistemas de Proteção é um dos principais players de proteção coletiva do Brasil e da América Latina!

Conheça os principais tipos de patologia na construção civil

Conheça os tipos de patologia na construção civil, os seus possíveis sintomas e quais medidas preventivas devem ser tomadas.

Prevenção de acidentes nas atividades de escavação

Acidentes nas atividades de escavação podem resultar em situações graves devido ao soterramento. Saiba como evitá-los.

Materiais

Catálogo de Proteção Coletiva

Trabalhamos continuamente para aprimorar a qualidade dos nossos produtos e sistemas de segurança para a execução de estruturas em concreto. Baixe e conheça nossos serviços.