5 dicas para conferir a qualidade dos EPC’s para sua obra

EPC

Quando pensamos em um canteiro de obras, todo cuidado ainda é pouco para evitar acidentes de trabalho, visto que o local tem um alto risco à segurança e saúde do trabalhador. Por isso, é primordial o uso de EPI e EPC que garantam a proteção das pessoas que ali transitam diariamente.

Mais do que usar os equipamentos de proteção individual ou coletivo, é fundamental que os itens sejam de qualidade para que, de fato, cumpram sua função de proteger a vida das pessoas que trabalham em um canteiro de obras.

Só para se ter uma ideia, a construção civil é o segmento que mais registra acidente de trabalho, segundo a Anamt (Associação Nacional de Medicina do Trabalho). Dados do AEAT (Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho) mostram que só em 2017 ocorreram mais de 30 mil acidentes de trabalho na área. 

O setor tem por natureza a característica de ser uma atividade perigosa, é por isso que é imprescindível investir ainda mais em ações de prevenção.

O significado de EPC

O EPC abrange a segurança de todos os trabalhadores e pessoas que circulam pelo canteiro de obras, afinal, é um ambiente que expõem os trabalhadores e quem passa pelo local a uma série de perigos na ausência dos equipamentos.

Há uma gama de EPC que pode ser utilizado para promover a proteção coletiva na construção civil, como placas de sinalização em máquinas e locais perigosos, cones, faixas de segurança que restringem o acesso ou mesmo para isolar locais temporariamente.

O EPC é mencionado em diversas normas regulamentadoras que estabelecem medidas para a adoção dos equipamentos, conforme a atividade desenvolvida. No caso da construção civil, é a NR-18 que mostra todos os cuidados que devem ser tomados para evitar acidentes de trabalho em um canteiro de obras.

As Recomendações Técnicas de Procedimento (RTP) detalham quais são as ações que devem ser praticadas em diversos casos. Para saber mais sobre a NR-18, leia este artigo: “Fique por dentro das alterações da NR-18”.

A seguir, listamos dicas de como conferir a qualidade de um EPC para sua obra.

1) Tenha uma empresa fornecedora

Quando falamos em equipamento de proteção, seja ele individual ou coletivo, é preciso pensar que serão utilizados para garantir a segurança e a integridade de alguém, portanto, quanto mais o item seja de qualidade e garanta a proteção, menores são as chances de você ter algum problema futuro.

Dessa forma, pense que ter uma empresa fornecedora de EPC, no lugar de adquirir tudo por conta própria, vai poupar o seu tempo, uma vez que ela já conta com todo o conhecimento para auxiliar na segurança de obras, oferecendo, inclusive, os equipamentos necessários.

2) Procure por fornecedores renomados

De nada adianta você ter uma empresa que forneça equipamentos de proteção para sua obra, mas que não seja conhecida no mercado. Na hora de adquirir o EPC busque por empresas que sejam renomadas, dessa forma o risco de utilizar equipamentos que não vão oferecer segurança é menor.

Além disso, verifique se a empresa oferece responsabilidade técnica, com um responsável técnico interno da sua obra. É importante checar todos esses detalhes. As empresas de grande porte, que trabalham em obras grandes ou com construtoras, são as mais indicadas, já que cumprem as solicitações das normas técnicas e têm experiência em diferentes construções e necessidades.

3) Compare a duração esperada com a duração real

O tempo de vida útil de um EPC é importante e precisa ser acompanhado de perto, principalmente verificando se de fato ele dura o período que se é esperado. Se a empresa fabricante oferecer garantia e o equipamento não durar o tempo indicado, você pode usar desse recurso.

Outro ponto a se considerar é investigar se o trabalho em questão realmente exige mais do que o normal ou se há outro problema.

4) Ofereça treinamento e oriente sobre as melhores práticas

Não basta apenas investir em EPC para garantir a segurança em um canteiro de obras se os trabalhadores não sabem como usá-lo. Por isso é fundamental que a empresa ofereça treinamento para o uso de EPC. Embora pareça meio óbvio, muitas empresas não se importam com isso.

Com o treinamento, é possível explicar quais são os procedimentos que exigem o uso de equipamentos e qual a maneira correta de utilização de cada EPC. Ter esse conhecimento é crucial em momentos de vistorias, auditorias, laudos ou inspeções do mais variados órgãos.

Sem contar que é uma forma de aplicar as melhores práticas e garantir a durabilidade do equipamento por mais tempo.

5) Atente-se as patentes e o cumprimento das normas regulamentadoras

Como já citamos por aqui, a norma que regulamenta a segurança e integridade dos trabalhadores na construção civil está prevista na NR-18. Portanto, na hora de adquirir um ECP, é importante se atentar às patentes e se o equipamento cumpre as medidas exigidas na regulamentação.

A Metroform é um dos principais players do mercado de proteção coletiva do Brasil, atuando principalmente na disponibilização de sistemas de proteção coletiva, escoramento e travamento metálico.

As melhores soluções em segurança para sua obra de engenharia civil são oferecidas pela Metroform. Além disso, os EPC’s contemplam a facilidade no manuseio, tecnologias exclusivas, patentes depositadas, seguro de responsabilidade, material certificado, maior estoque de mercado, treinamento e pós-venda, projetos e ensaios técnicos – além disso, todos os nossos equipamentos são testados em laboratório por meio de ensaios dinâmicos realizados por entidade creditada pelo Inmetro.

Confira as vantagens de utilizar o EPC no seu canteiro de obras

Por fim, o uso dos equipamentos de proteção coletiva proporcionam algumas vantagens, dentre elas é possível destacar:

  • Custo: Certamente o investimento em EPC será infinitamente mais baixo do que arcar com acidentes e suas medidas preventivas;
  • Proteção: Os EPCs, além de protegerem os trabalhadores de um canteiro de obra, também garantem a segurança de qualquer outra pessoa que esteja no ambiente;
  • Obrigação: O uso de EPC é obrigatório no Brasil. Caso aconteça algum acidente e for constatada a falta de medidas de proteção coletiva, a empresa será responsabilizada pelo ocorrido.

Gostou do conteúdo? Não deixe de conferir o nosso blog com mais informações relevantes sobre construção civil, obras e segurança.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quem leu este post leu também :)

Chega de rachaduras: conheça as vantagens do bioconcreto

O bioconcreto está revolucionando o mercado da construção civil por ser um material tão resistente quanto o concreto e que tem a capacidade de...

As principais inovações para a segurança no canteiro de obras

A segurança é prioridade no canteiro de obras, e manter-se a par de todos as novidades que surgem é mais do que essencial. Confira.

Choque elétrico é uma das principais causas de acidentes na construção civil

O choque elétrico está entre as principais causas de morte de profissionais que sofrem acidentes na construção civil. Um relatório da Abracopel (Associação Brasileira...

Construção modular: como funciona esse conceito

A construção modular tem se tornado uma tendência por agregar qualidade, padrão de segurança e otimizar as operações.

O que é a proteção metálica na construção civil

A proteção metálica alia segurança, praticidade e aumento de produtividade em um canteiro de obras. Confira mais detalhes no blog!

Fissuração no concreto armado: como corrigir?

A fissuração no concreto deve ser prevista ainda na fase do projeto para que medidas de prevenção sejam definidas. Entenda.

Materiais

Catálogo de Proteção Coletiva

Trabalhamos continuamente para aprimorar a qualidade dos nossos produtos e sistemas de segurança para a execução de estruturas em concreto. Baixe e conheça nossos serviços.